O que é Paleografia?

Você já deve ter reparado que em posts passados comentei sobre conhecimentos paleográficos, mas será que você sabe o que é isso?

A Paleografia é a disciplina que estuda a leitura e interpretação de manuscritos antigos em suportes como papel, pergaminho, velino etc. Há também outras disciplinas próximas da Paleografia, como a Epigrafia (escrita em suportes duros, como mármores e pedras), Sigilografia (estuda selos, lacres de cera), Braquigrafia (estuda abreviações), Numismática (escrita em moedas, medalhas), Papirologia (escrita em papiro), Codicologia (estudo e descrição dos códices, os primeiros livros manuscritos), além de outras mais. Próxima da Paleografia sempre está a Diplomática, que é o estudo de diplomas (documentos) antigos.

Todas essas disciplinas podem ser consideradas auxiliares de outras, como a História, e objetivam à compreensão do teor de textos ou símbolos contidos nesses suportes. Os estudos paleográficos tiveram início no século XVII, sendo o De re diplomatica, de Jean Mabillon, uma referência no assunto.

Mas porque a Paleografia é necessária? Desde a invenção da escrita, os suportes e materiais utilizados foram sendo aprimorados. Hoje podemos escrever um texto no computador tranquilamente, mas os manuscritos antigos (e aqui estamos falando do século XVIII para trás) necessitavam de instrumentos específicos, como pena de ganso ou cálamo, e muito trabalho e paciência envolvidos na confecção da tinta, a preparação de um pergaminho ou do papel de trapo, o apontamento das penas, dentre outros. Além disso, o alfabeto e a forma de desenhá-lo foram sofrendo alterações com o passar dos séculos.

carolina
Imagem: documento em latim com escrita Carolina (século XII) / Arquivos Estatales Españoles

As normas de escrita definiam que todos (os poucos que sabiam escrever) deveriam fazê-lo da mesma forma, não havendo como cada um desenvolver sua letra como bem entendesse, como hoje. Com o passar dos séculos, novos instrumentos ou a maior necessidade de produção de documentos fizeram com que a forma de desenhar as letras fosse sendo alterada, até chegar à escrita atual. Portanto, é possível distinguir os documentos pela escrita que contém, e indicar o período histórico em que foram produzidos. As escritas possuem nomes específicos, como: Uncial, Merovíngia, Visigótica, Carolina, Gótica, Gótica de Privilégios, Neocarolina, Cortesã, Processual (para mim, a pior de todas), Manuelina, e outras.

processual
Imagem: documento em espanhol com escrita processual (século XV) / Arquivos Estatales Españoles

Há que de destacar que, devido à falta de tempo do escriba ou à pouca matéria prima disponível para escrita / necessidade de economia, as abreviaturas eram usadas à vontade, havendo regras para isso também.

Mas não se desespere! A maioria dos documentos que pesquisará em sua genealogia será do século XVI em diante, justamente período em que começou a ser utilizada a escrita Humanística, que é utilizada até hoje. Esta é uma escrita mais arredondada e sem tantos floreios – o que não exige conhecimentos extremos de Paleografia para compreender o texto – , mas nada impede de você encontrar uns garranchos medonhos ou abreviaturas à primeira vista indecifráveis em sua peregrinação por registros com esta escrita.

Paleógrafo(a) é a pessoa que realiza este trabalho, e assim como o Historiador e o Genealogista, não é uma profissão regulamentada no Brasil. Assim sendo, é um pouco difícil encontrar cursos por aqui sobre o assunto. Algumas universidades  e instituições pelo país oferecem oficinas de paleografia, a maioria somente para seus próprios alunos. Para quem está em São Paulo, o Arquivo do Estado realiza, esporadicamente, oficinas gratuitas com vagas limitadas e concorridas (eu participei em 2015, e depois disso me parece que só houve outra turma em 2019). O Prof. Virgínio Mantesso também ministrava regularmente oficinas em São Paulo sobre paleografia de leitura de documentos italianos, mas infelizmente ele encerrou as atividades em 2019.

Por fim, há muitas obras no mercado e na internet sobre Paleografia, que podem auxiliá-lo, caso queira se aprofundar sobre o tema.

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s