Regiões da Itália: Abruzzo

É a região da Europa com maior porcentagem de território protegido por legislação ambiental específica: pouco menos de um terço. Ela engloba três parques nacionais, um regional e muitas e muitas áreas e reservas naturais protegidas. Isso justifica seu apelido de “região dos parques”. No parque nacional do Abruzzo há variadas espécies animais, como o lobo cinza e o urso marsicano. É também farta em tesouros arquitetônicos e artísticos.

Santa Maria della Pietà, em Calascio (Imagem: Unsplash)

A exemplo da região de Lazio, Abruzzo se estende do Mar Adriático aos Apeninos. É também essencialmente montanhosa e abrange os mais altos montes da Itália (alguns com mais de 2.000 metros de altura).

A capital é L’Aquila, cuja paisagem é dominada por um castelo erguido em cerca de 1500 – e que atualmente abriga o Museu Nacional de Abruzzo (com seus monumentos civis e religiosos – medievais e renascentistas).

Outras cidades importantes são: Chieti (onde existe um importante e premiado museu arqueológico, que abriga a obra Guerreiro Capestrano – uma estátua fúnebre do século VI a.C.), Pescara, Sulmona e Teramo (onde há a Pinacoteca Cívica).

Guerreiro de Capestrano, em Chieti (Imagem: Wikipedia)

No geral, a região é, como de costume na Itália, rica em relíquias advindas da civilização romana. Quanto à arte, seu período mais criativo se deu na Idade Média: belas abadias e catedrais foram construídas a partir do século XI. Aqui vale a menção à escultura Santa Maria di Collemaggio, em L’Aquila.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s