O Registro Civil no Brasil e o Decreto de 1931

A implantação do Registro Civil no Brasil (nascimentos, casamentos e óbitos) teve início em 1874, por meio do Decreto 5.604. Como não foi um movimento universalizado, a Igreja Católica permaneceu com suas prerrogativas de registros, principalmente porque somente nas grandes cidades da época é que foi iniciado o Registro Civil. Também vale lembrar que o … Continue lendo O Registro Civil no Brasil e o Decreto de 1931

Causas mortis no século XIX

Se você já manuseou algum livro de óbitos antigos do Brasil - tanto paroquiais quanto civis -, principalmente do século XIX para trás, provavelmente encontrou referências a algumas causas de mortes um pouco incomuns, algumas até mesmo bizarras - principalmente se os registros se referem a regiões distantes de centros urbanos. Hoje, todas as moléstias … Continue lendo Causas mortis no século XIX

Dicas para entrevistar os parentes em busca de informações

Em algum momento de sua pesquisa genealógica - geralmente no início - você perceberá que precisará conversar com alguns familiares e parentes mais idosos para conseguir maiores informações sobre seus antepassados: qual a cidade onde nasceu (freguesia para os portugueses,  comune para os italianos, pueblo para espanhóis, dentre outros), onde e quando casou, onde se … Continue lendo Dicas para entrevistar os parentes em busca de informações

Cristãos-novos na família: dúvidas frequentes no início da pesquisa

Já faz um tempinho que comentei neste post sobre a possibilidade de obtenção de cidadania portuguesa pela via sefardita, ou seja, comprovando que entre seus antepassados houve um judeu que foi obrigado a se converter para o cristianismo, para evitar perseguições pelo Santo Ofício. A grande questão é: como saber se você tem algum antepassado … Continue lendo Cristãos-novos na família: dúvidas frequentes no início da pesquisa

Pesquisando no Tribunal de Justiça

Finalmente consegui alguma informação sobre o prontuário escolar da nonna. A funcionária da secretaria levou dias para achar a "pasta" no arquivo morto da escola, mas nem deu para comemorar, pois em 1939 o prontuário era somente uma anotação em um caderno. Não havia nenhum documento anexado, e na anotação não tinha quase nada, somente … Continue lendo Pesquisando no Tribunal de Justiça

A odisseia ainda não acabou: prontuário escolar

Acho que até o momento não deixei claro qual o problema com o registro de nascimento da nonna. Como já citei antes, foi localizado um registro de nascimento feito quando ela tinha 18 anos. O problema é que ela foi a declarante, e não seu pai, o antenato - aquele que transmite a cidadania italiana. … Continue lendo A odisseia ainda não acabou: prontuário escolar